Na sociedade atual, em constante evolução e modificação, a educação na vida dos indivíduos tem sido um fator de extrema importância. Por outro lado, a impossibilidade de se conciliar a vida familiar com a vida profissional leva a que as crianças e jovens permaneçam cada vez mais tempo longe do olhar atento dos pais os quais, em alternativa, procuram garantir uma ocupação dos tempos livres dos seus filhos que permita o seu acompanhamento no período pós-letivo.

Pré-escolar e 1º ciclo (3 – 10 anos)

Pelo despacho nº12591/2006 (2ª série), do Ministério da Educação (Gabinete da Ministra), publicado no Diário da República de 16 de Junho de 2006, posteriormente revogado pelo despacho nº9265-B/2013 de 15 de julho de 2013, foram aprovadas as normas a aplicar no período de funcionamento dos estabelecimentos de ensino do pré-escolar e do 1º ciclo, bem como na oferta das Atividades de Enriquecimento Curricular.

Quando as necessidades das famílias o justificarem, deverá ser oferecida uma Componente de Apoio à Família (CAF), a assegurar por entidades que promovam este tipo de resposta social, mediante acordo com os Agrupamentos de Escolas e Associações de Pais. Esta Componente de Apoio à Família no 1º ciclo destina-se a assegurar o acompanhamento dos alunos antes e/ou depois das atividades curriculares e de enriquecimento, e/ou durante os períodos de interrupções letivas.

Deste modo, a Escola passou a ser o espaço privilegiado para aí se desenvolverem ofertas educativas e de animação, na perspetiva de uma Escola a Tempo Inteiro potenciadora da inclusão social e do desenvolvimento integral de todas as crianças.

O Projeto “Aprender a Ser” visa não só dar resposta às necessidades de ocupação dos alunos nos períodos em que a escola não garante acompanhamento, nomeadamente nos períodos que antece e precede a componente educativa como também nas interrupções letivas, mas, concomitantemente, permitir o desenvolvimento de ações específicas de promoção do sucesso escolar.

2º ciclo (10-12 anos)

Pelo despacho n.º 17 860/2007 foram aprovadas as regras e os princípios orientadores que regem a organização do ano letivo, delegando nos agrupamentos e nas escolas a responsabilidade pelo acompanhamento educativo dos alunos durante o período de permanência no espaço escolar. Para que esse acompanhamento seja assegurado, as escolas devem definir um plano anual de distribuição de serviço docente que assegure a ocupação dos alunos dos ensinos básico e secundário, em caso de ausência do professor titular de turma ou de disciplina. Quando tal não for possível, devem ser organizadas atividades de enriquecimento e complemento curricular, asseguradas por docentes, no âmbito da sua componente não letiva, entre as quais se contam as seguintes atividades educativas: atividades em salas de estudo; clubes temáticos; atividades de uso das tecnologias de informação e comunicação; leitura orientada; pesquisa bibliográfica orientada; atividades desportivas orientadas e atividades oficinais, musicais e teatrais.

Deste modo, a Escola do 2º e 3º ciclo passou a garantir a ocupação plena dos alunos durante o período de permanência no espaço escolar, esta necessariamente condicionada pelo número de horas destinadas pela componente não letiva dos docentes.  No entanto, as grandes dificuldades sentidas pelos órgãos de gestão da escola centram-se na possibilidade de assegurar a permanência dos alunos num período mais alargado de funcionamento.

Desta forma, quando as necessidades das famílias o justificarem, constata-se o dever de o Agrupamento permitir a oferta de uma Componente de Apoio à Família que garanta o acompanhamento dos alunos antes e/ou depois das atividades curriculares e de enriquecimento, e/ou durante os períodos de interrupções letivas, que vá ao encontro da conciliação com a vida profissional das famílias.

O Projeto “Ser Capaz” visa não só dar resposta às necessidades de ocupação dos alunos nos períodos em que a escola não garante acompanhamento, nomeadamente nas interrupções letivas, mas, concomitantemente, permitir o desenvolvimento de ações específicas de promoção do sucesso escolar.

Caracol Curioso 1º Ciclo

O programa visa ocupar os tempos livres dos alunos utilizando estratégias que promovam o seu desenvolvimento global, proporcionando uma solução de qualidade, desenvolvida em articulação com o Agrupamento, que permite o acompanhamento dos alunos do 1º ciclo durante o período que antecede e precede o período letivo bem como as Interrupções Letivas. Para o efeito é celebrado protocolo de Cooperação com os Agrupamentos de Escolas e as Associções de Pais das Escolas do 1º ciclo onde se desenvolve o projeto.

CENTRO DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES – CATL

PROJETO APRENDER A SER

Centro de Atividades de Tempos Livres – CATL é uma Resposta Social financiada e supervisionada pelo Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social de Coimbra, que se destina ao acolhimento e ocupação dos tempos livres. Integra um conjunto de atividades integradas no Projeto Pedagógico do Caracol Curioso – 1º ciclo em contexto de lazer, numa tripla perspetiva de descanso, de recriação e de desenvolvimento pessoal.

Destinam-se a assegurar o acompanhamento dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico antes das 7h30 e as 9h00 ou depois da componente curricular e das AEC das 17h30 às 19h00, bem como durante os períodos de interrupção letiva das 7h30 às 19h00.

Para o efeito, estão celebrados Acordos de Cooperação com a Segurança Social para 5 equipamentos do CASPAE: Areeiro, Bairro Norton de Matos, Olivais,S.Martinho do Bispo e Solum.

Parcerias: Segurança Social, Agrupamento de Escolas Coimbra SulAgrupamento de Escolas Coimbra OesteAgrupamento de Escolas Eugénio de CastroAgrupamento de Escolas Martim de Freitas, Associações de Pais das Escolas do Areeiro, Bairro Norton de Matos, Olivais, S. Martinho do Bispo e Solum.


COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA – CAF

PROJETO APRENDER A SER

Considera-se Componente de Apoio à Família – CAF o conjunto de atividades integradas no Projeto Pedagógico do Caracol Curioso – 1º ciclo, em contexto de lazer, numa tripla perspetiva de descanso, de recriação e de desenvolvimento pessoal.

Destinam-se a assegurar o acompanhamento dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico antes das 7h30 e as 9h00 ou depois da componente curricular e das AEC das 17h30 às 19h00, bem como durante os períodos de interrupção letiva das 7h30 às 19h00.Coselhas, Espírito Santo das Touregas, Fala, Póvoa de S. Martinho do Bispo, Quinta das flores e Solum Sul.Parcerias:Agrupamento de Escolas Coimbra SulAgrupamento de Escolas Coimbra OesteAgrupamento de Escolas Eugénio de CastroAgrupamento de Escolas Martim de Freitas, Associações de Pais das Escolas de Fala, Espírito Santo das Touregas, Póvoa de S. Martinho, Vale das Flores, Solum Sul e Coselhas. (formais e informais).


ATIVIDADES EXTRA

Atividades integradas na Escola de Formação Desportiva (EFD).

Cada atividade possui um Programa Pedagógico próprio com correspondente avaliação das aprendizagens. Funcionam  de outubro a junho de acordo com o disposto nos Regulamentos específicos.

Inclui o transporte e/ou acompanhamento do utente às atividades.

O programa visa ocupar os tempos livres dos alunos utilizando estratégias que promovam o seu desenvolvimento global, proporcionando uma solução de qualidade, desenvolvida em articulação com o Agrupamento, que permite o acompanhamento dos alunos do 2º ciclo durante um período mais longo, incluindo as Interrupções Letivas. Para o efeito é celebrado protocolo Cooperação com o Agrupamento de Escola Eugénio de Castro.

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA

PROJETO SER CAPAZ

Considera-se Componente de Apoio à Família – CAF o conjunto de atividades que funcionam das 14h30 às 19h30 e que se destinam a assegurar o acompanhamento dos alunos do 2.º ciclo do Ensino Básico depois da componente curricular, bem como durante os períodos de interrupção letiva das 7h30 às 19h00.

Integra uma Sala de Estudo, a funcionar das 14h30 às 17h00 em período letivo, que se concretiza com o desenvolvimento de atividades de apoio nas diferentes áreas curriculares disciplinares do 2º ciclo que se caracterizam pela promoção de competências transversais que facilitem a aquisição de conhecimentos e a construção de novas aprendizagens contribuindo para o aumento do sucesso escolar.

Parcerias: Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro


ATIVIDADES EXTRA

Atividades integradas na Escola de Formação Desportiva (EFD).

Cada atividade possui um Programa Pedagógico próprio com correspondente avaliação das aprendizagens. Funcionam  de outubro a junho de acordo com o disposto nos Regulamentos específicos.

Inclui o transporte e/ou acompanhamento do utente às atividades.


INTERRUPÇÃO LETIVA

CAMPOS DE FÉRIAS (6-12 anos)

Os Campos de Férias são dirigidos a crianças descendentes de sócios da Instituição. Têm como objetivo proporcionar, durante um período determinado de tempo, um programa de atividades organizado, de carácter educativo, cultural, desportivo ou recreativo.Incluem almoço e dois lanches, bem como deslocações ao exterior. O pagamento é feito por semana de ocupação. São definidos à partida o local de realização do programa bem como as atividades a realizar diariamente.

PROGRAMA DE ATIVIDADES (6-12 anos)

Os Programas de Atividades têm como objetivo proporcionar iniciativas pontuais, que incluem um conjunto diversificado de atividades lúdicas, de carácter educativo, cultural, desportivo ou recreativo, que estão integradas no Projeto Pedagógico do Caracol Curioso – 1º ciclo que a Instituição desenvolve no âmbito da Escola a Tempo Inteiro.

A frequência é pontual e carece de inscrição e pagamento prévio nos dias selecionados no Programa de Atividades.

Caracol Curioso 2º Ciclo

Atividades de Enriquecimento Curricular

Consideram-se Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1.º ciclo do ensino básico as atividades de caráter facultativo e de natureza eminentemente lúdica, formativa e cultural que incidam, nomeadamente, nos domínios desportivo, artístico, científico e tecnológico, de ligação da escola com o meio, de solidariedade e voluntariado e da dimensão europeia na educação. Funcionam diariamente, em período letivo, das 16h30m às 17h30m.

Desde 2005, o CASPAE foi entidade executora do programa em parceria com a Câmara Municipal de Coimbra que era a entidade promotora.

A partir do ano letivo 2014/2015 o CASPAE passou a ser entidade promotora do programa de AEC nas escolas do 1º ciclo de Fala, Póvoa, Espirito Santo das Touregas, S. Martinho, Coselhas, Olivais, Conchada, Solum, Solum Sul, Bairro Norton de Matos, Areeiro, Quinta das Flores.

Parcerias: Ministério da Educação e Ciência; Agrupamento de Escolas Coimbra Sul, Agrupamento de Escolas Coimbra Oeste, Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro e Agrupamento de Escolas Martim de Freitas; Associação Desportiva Cultural e Recreativa Red Eagle.

Informações sobre Formações

Há procura de ajuda? Entre em contato conosco