POAPMC

PROGRAMA OPERACIONAL DE APOIO ÀS PESSOAS MAIS CARENCIADAS

MEDIDA 1 – Aquisição e Distribuição de Géneros Alimentares e ou Bens de Primeira Necessidade

A Medida 1 do PO APMC visa apoiar a aquisição de géneros alimentares e/ou de bens de primeira necessidade por entidades públicas, com vista à sua distribuição às pessoas mais carenciadas

Em consonância com a "Estratégia Europa 2020" a presente operação, surge como medida de resposta social e cooperativa, entre entidades representativas da sociedade civil (Consórcio) e entre autoridades locais e regionais (parceiros informais), no Concelho de Coimbra, a indivíduos que, não obstante, de se encontrarem em situação de pobreza e exclusão social, sofrem de privação material grave e de baixa intensidade de participação no mercado de trabalho. Para atingir estes objetivos prevemos o apoio alimentar e a realização de ações de acompanhamento junto dos agregados familiares as quais pretendem contribuir para uma melhor gestão dos recursos alimentícios e financeiros.

Assim, a partir de outubro de 2017, seis entidades assumiram o papel de entidades mediadoras, sendo que o CASPAE assume em simultâneo a modalidade de coordenadora da operação.

As instituições que integram o consórcio foram estrategicamente selecionadas por forma a garantir a capacidade para executar cada plano de distribuição na sua área geográfica de atuação. Foram distribuídas áreas de intervenção pelas 6 entidades mediadoras, cujo processo teve por princípios subjacentes a área em que cada entidade desenvolve a sua atividade regular de intervenção e a cobertura total do concelho:  CASPAE (Eiras); Santa Casa da Misericórdia de Coimbra (S.Martinho do Bispo, Ribeira de Frades, Santa Clara, Antanhol, Cernache, Assafarge, Almedina, Sé Nova, S.Bartolomeu), Centro de Acolhimento João Paulo II (Santo António dos Olivais), Centro Social Cultural e Recreativo de Quimbres (Lamarosa, S.Silvestre, S.João do Campo, Antuzede, Vil de Matos, S. Martinho de Árvore, Arzila, Ameal e Taveiro), Centro de Apoio Social de Souselas (Botão, Souselas, Torre de Vilela, Trouxemil, Brasfemes, S.Paulo de Frades) e Centro Paroquial de Bem Estar Social de Almalaguês (Torres de Mondego, Ceira, Castelo de Viegas e Almalaguês).

O CASPAE garante a afetação de um responsável a quem compete a gestão do Pólo de Receção, em articulação permanente com a entidade parceira (GELCENTRO) que fará a receção e armazenamento dos produtos alimentares e posterior distribuição pelas entidades mediadoras, garantindo o cumprimento de todas as normas de Higiene e Segurança Alimentar.

Desta forma, as seis entidades formam um consórcio que, conhecendo a área de atuação, têm as estratégias e atividades desenhadas de forma a garantir a inclusão social, cientes de que a privação alimentar coexiste com o desperdício alimentar.

O Consórcio garante que toda a área do Concelho de Coimbra será abrangida alcançando 817 destinatários finais, promovendo a coesão social e prevenindo a discriminação, assegurando a igualdade de oportunidades e a coerente integração da perspetiva de género em todas as fases da operação.

Para mais informações contactar: catia.rodrigues@caspae.pt ou 962091985

CONSÓRCIO:

– Entidade Coordenadora

 

 

Entidade Parceira